sexta-feira, 2 de março de 2012

Manhã estressante, mas engraçada


Ontem o dia foi engraçado. Como sempre, acordei cedo para fazer minha aula de ginástica que começa às 07h. Procuro ir à academia nesse horário, pois as crianças normalmente estão dormindo, daí me sinto menos culpada em não estar por perto...

Só que ontem Guilherme resolveu madrugar. Às 06h40 já estava acordado. Tudo bem, eu ia sair mesmo assim. Já tinha feito a vitamina dele e estava colocando meu tênis, quando, de repente, Gustavo acordou. Já eram 06h55. Peguei o Gustavo já sabendo que não ia conseguir sair de casa.

Ele realmente acordou antes da hora. Acordou mau-humorado e manhoso. Só queria ficar no meu colo e acabou cochilando no meu aconchego. Nessa hora surgiu uma nova esperança. Coloquei-o no sofá, mas na mesma hora ele chorou... já era minha aula das 07h!

3ª e 5ª são dias de natação dos meninos e a aula deles começa às 09h. Se eu fosse para a academia às 08h não conseguiria pegá-los em casa a tempo para chegarmos na natação. Tive uma ideia: levá-los comigo, deixá-los na brinquedoteca da academia para às 09h eles fazerem a natação. Simples e perfeito, não? NÃO!

Tudo organizado, crianças prontas e com o café da manhã tomado. Quando estávamos saindo Guilherme pediu para irmos a pé. Considerando o horário (antes das 08h) e o lindo sol que estava fazendo, concordei na hora, assim eles já aproveitavam e pegavam o solzinho de todos os dias.

Ah, detalhe: Gustavo saiu só de sunga e touca, não aceitou colocar a roupa de jeito nenhum (acho que ele pensa que se vestir a roupa não vai nadar...). As pessoas passavam por nós e ficavam rindo daquela criaturinha de touca e sunga, muito fofo!

No meio do caminho Guilherme ficou cansado, Gustavo reclamou de areia no sapato, ninguém queria me dar a mão... enfim, todas aquelas coisinhas que as crianças fazem para atrasar nossa chegada quando estamos com os minutos contados.

Não bastasse tudo isso, chegando na academia Gustavo fez birra e não quis ficar na brinquedoteca (mais uma vez, acho que ele pensou que não ia nadar...). Insisti, peguei vários brinquedinhos para ele, mas nada, ele se jogava no chão e fazia o maior escândalo! Guilherme, a essa altura, já estava fissurado no videogame.

Pois bem, já tinha chegado até ali e não ia desistir de fazer a minha aula. Já eram 08h15. Resolvi levá-lo para a sala de ginástica comigo. Coloquei o colchonete para ele sentar com a ilusão de que ele ficaria quieto (é ruim, heim!)

No começo ele ficou boquiaberto vendo aquele tanto de mulheres fazendo uns movimentos esquisitos, mas foi eu começar a fazer os “movimentos esquisitos” e ele tentar pegar os pesos (acho eu que para imitar).

Não adiantou os brinquedos que tinha levado para ele. O brinquedo mais interessante era o pesinho de 6kg que ele tentava levantar e falava “pesado mamãe”. Eu bem que tentei continuar malhando assim mesmo, mas ele ficava puxando a minha calça e quase me deixou sem roupa no meio da sala!

Uma aluna ao meu lado, também mãe (lógico, para entender meu drama, tinha que já ter passado por uma experiência parecida), teve a coragem de emprestar seu iPhone com vários clipes da Galinha Pintadinha (santa galinha!) para o Gustavo.

Só assim mesmo! Ele ficou vidrado. Já estava cheio de intimidade com o iPhone da mulher (e eu morrendo de medo dele jogá-lo longe). Escolhia os clipes que queria e até navegou em outros apps.

No final da aula acho que ele já tinha cansado um pouquinho. Eu lá, malhando deitada com um monte de peso na perna, praticamente sem fôlego, derretendo, e ele levantando minha cabeça e falando “canta mamãe” (eu mal conseguia levantar a cabeça! E ele queria que eu cantasse a música da galinha rsrsrs) :?

Agradeci imensamente a coragem da outra mamãe em emprestar seu iPhone para o Gustavo (mal sabia ela que a principal característica dele é brincar de arremessar e jogar seus brinquedos... aff!)

Todos sobrevivemos. Eu consegui fazer minha aula (não toda, mas boa parte), Gustavo se acalmou, Guilherme ficou no videogame e o iPhone não sofreu nenhum arranhão...

Depois os meninos foram nadar (Gustavo feliz da vida!) e voltamos para casa a pé, dessa vez, mais tranquilos e sem hora para chegar.

3 comentários:

  1. Oi Tati,Tudo bom?!! postei a receitinha de esfoliação labial,espero que goste,bjão pra vc!!

    http://fabisilvaleuck.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Nossa! Que maratona né! Como a vida de mãe é uma loucura! A gente tem que ter muita criatividade para tentar conciliar tudo. Ainda bem que no final deu tudo certo! Beijao

    ResponderExcluir
  3. Ah, obrigada pela receita do repente! Vou fazer em breve!

    ResponderExcluir